Dados Históricos
Os fundadores de Cruzeiro do Oeste, chegados em 1947, foram Messias Francelino de Medeiros, guarda florestal do Departamento do Oeste, José Bogo, José Paulo da Silva, Laurindo Nunes de Oliveira, Joaquim José Ferreira, Aristides Mattes, Pedro Candinho, Juvenal Calixto, Osvaldo Rodrigues do Amaral e Artur Teixeira. Fixando-se na região, dedicaram-se à agricultura, ao comércio e à indústria. Com a criação do Município de Peabiru, em 1951, desmembrado do de Campo Mourão, Cruzeiro do Oeste foi elevado à categoria de Distrito Administrativo, do novo município. Três anos depois alcançava autonomia.
A denominação atual originou-se de se ter iniciado o primeiro povoado, à beira de uma encruzilhada de estradas. Primeiramente conhecido como Cruzeiro, para diferenciá-lo de outros povoados com o mesmo nome, passaram os fundadores a chamá-lo "Cruzeiro do Oeste", por situar-se no extremo oeste do Estado.

Gentílico: cruzeirense ou cruz-oestano

Formação Administrativa Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Cruzeiro do Oeste, pela lei estadual n.º 253, de 26-11-1954, desmembrado de Peabiru. Sede no atual distrito de Cruzeiro do Oeste ex-povoado. Constituído do distrito sede. Instalado em 14-11-1955. Pela lei municipal n.º 12, de 24-04-1955, é criado os distritos de Iporã, Maria Helena, Porto Camargo, Tuneiras e Umuarama e anexado ao município de Cruzeiro do Oeste. Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 6 distritos: Cruzeiro do Oeste, Iporã, Maria Helena, Porto Camargo, Tuneiras e Umuarama. Pela lei estadual n.º 3638, de 11-04-1958, é criado o distrito de Alto Piriqui ex-povoado, desmembrado do distrito de Saltinho d'Oeste e anexado ao município de Cruzeiro do Oeste. Pela lei municipal s/n, de 18-10-1955, é criado os distritos de Saltinho d'Oeste e Xambrê e anexado ao município de Cruzeiro do Oeste. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 9 distritos: Cruzeiro do Oeste, Alto Piriqui, Iporã, Maria Helena, Porto Camargo, Saltinho d'Oeste, Tuneiras, Umuarama e Xambrê. Pela lei estadual n.º 4245, de 25-07-1960, foram desmembrados do município de Cruzeiro do Oeste os distritos: Alto Piriqui, Iporã, Maria Helena, Tuneiras do Oeste (ex-Tuneiras), Umuarama e Xambrê, elevando-os á categoria de municípios. A mesma lei transfere do município de Cruzeiro do Oeste os distritos de Saltinho do Oeste para formar o novo município de Alto Piriqui; e também distrito de Porto Camargo para formar o novo município de Icaraíma. Pela lei estadual n.º 4552, de 10-11-1962, é criado o distrito de Cafeeiros e anexado ao município de Cruzeiro do Oeste. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos: Cruzeiro do Oeste e Cafeeiros. Pela lei.municipal n.º 25, de 10-02-1965, é criado o distrito de São Silvestre e anexado ao município de Cruzeiro do Oeste. Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 3 distritos: Cruzeiro do Oeste, Cafeeiros e São Silvestre. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Fonte: IBGE